Cabelo? Curto!

Finalmente cortei as minhas madeixas “a la chanel” e só tenho uma coisa a dizer: Obrigada Chanel por ter criado esse corte!

PicsArt_05-04-11.01.10.jpg

A sensação é a de tirar um peso sobre os ombros. Me sinto tão bem, leve e feminina. O corte é muito prático e tudo que visto fica mais elegante. Agora meu cabelo virou meu melhor acessório.

Pesquisei sobre a história deste clássico e achei esta:

historia-do-corte-chanel

“Como o próprio nome diz, o corte chanel foi criado pela estilista Coco Chanel. Alguns dizem que ela o criou por acaso minutos antes de um desfile, pois queria inovar: pegou as madeixas de uma modelo, colocou para trás e passou a tesoura (deixando assimétrico – base reta na nunca e frente maior). Outras pessoas dizem que Coco inventou o clássico corte chanel se arrumando para uma reunião, quando o secador estourou e queimou parte do seu cabelo. Com pressa, foi ousada e fez um corte de cabelo rente a nuca.”

 Bom, independente da origem verdadeira do corte, Chanel o deixou como legado capilar. Vem sendo, e sempre será, o corte de cabelo das mulheres modernas e mais seguras de si. 

A crise apertou? Dicas para economizar. #unhas

Tags

, ,

Mesmo em crise o setor de beleza continua a crescer no Brasil. No ano de 2015 teve um crescimento de 7,5% de faturamento, algo em torno de R$ 42 bilhões de reais. Enfim, tudo isso prova que a crise está passando bem longe deste ramo.

mulher-amassa-cupom-fiscal_0

E com certeza eu e vocês ajudamos nesse faturamento. Foi pensando nisso e nas minhas economias (quase zeradas) que eu resolvi mudar o endereço do meu salão de beleza para o da minha humildade residência.

O aumento do preço pra “fazer” os pés e as mãos foi o maior impulso pra eu começar a manicure e pedicure em casa. Outro grande motivo foi conhecer os danos que a remoção das cutículas nos fazem. As européias e Americanas baniram há tempos o velho hábito de retirar as cutículas.  E dá para ter unhas bonitas com cutícula? Claro que sim, e é isso que vim mostrar hoje para vocês.

images (7)

Porque não tirar as cutículas?

As cutículas são a proteção natural que nossas unhas possuem. Tirando essa pele, nós estamos abrindo uma espécie de porta para todos os tipos de fungos, bactérias e vírus que podem causar vários tipos de doença. Esse perigo é ainda maior para quem frequenta salões, nunca sabemos se todos os instrumentos são esterilizados corretamente e isso é um grande problema. Além disso, o mau uso do alicate pode danificar a superfície das unhas, causar cortes, arranhões, ondulações e manchas brancas. E pense só no tempo que você vai economizar para fazer as unhas?

O que fazer para que elas fiquem bonitas?

O único método para que você não tire mais suas cutículas e conviva com elas harmoniosamente é a Hidratação. Apenas isso. Claro, que no começo será difícil olhar e ver aquelas peles grandes e incômodas e resistir em tirá-las, mas a partir do momento que você decidir abolir esse hábito, terá que ter apenas paciência e perseverança. O cuidado da hidratação pode ser feito com cremes específicos para cutículas e ceras hidratantes, temos diversas marcas no mercado que serão de grande valia no começo.

Passo-a-Passo da Manicure com Cutículas: 

1- Lixe as unhas da maneira habitual. Passe um esfoliante nas mãos e lave-as bem.

cutículas

2 – Passe o amolecedor de cutículas em toda unha, massageando e coloque os dedos em um potinho com água morna. Aguarde uns 4 minutos.

mulher-usa-palito-de-laranjeira-para-empurrar-cuticulas-1394224218525_615x300

3 – Com uma espátula própria, empurre delicadamente sua cutícula para baixo, desenhando o contorno da unha. Atenção, esse processo tem que ser feito com delicadeza para não agredir a pele.

images (8)

4- Seque as mãos e finalize com um creme hidratante
cutículas

5 – Esmalte com a cor escolhida.

Essa é a manicure básica para você começar seu processo de não tirar as cutículas. O processo para as cutículas ficarem bonitas e saudáveis demora um pouco, vai depender muito do estado em que estão suas unhas e de que maneira você as cuida. Repetindo esse processo sempre e lembrando de hidratar suas cutículas todos os dias (no começo, recomendo três vezes ao dia), as pelinhas que levantam quando você passa a espátula tendem a desaparecer e não será mais necessário o uso de alicate. E quanto as cutículas, a intenção é que elas fiquem praticamente invisíveis. Esse processo varia em relação ao tempo de pessoa para pessoa.

IMG-20160315-WA0002

Faz 3 semanas que cuido da minha manicure, sem remover as cutículas, agora eu apenas as hidrato diariamente.

Dicas Úteis:

– Leve sempre com você seu hidratante de cutículas e tendo um tempinho não hesite em passá-lo.

– Nunca leve as mãos a boca, o ato de roer as unhas ou apenas o contato da saliva, resseca muito as cutículas.

– Durante o processo, quando você for esmaltar as unhas, é provável que as cutículas atrapalhem a limpeza das unhas na base. Se você acabou de fazer a manicure e já hidratou as mãos, basta esmaltá-las. Se você vai apenas esmaltar ou trocar o esmalte, lave e hidrata bem as mãos. Com a espátula, desenhe o contorno das unhas na base, empurrando a cutícula para ela permanecer afastada. O segredo é a pele estar hidratada e macia, para você conseguir um bom acabamento. Se ela estiver ressecada, fica difícil mesmo de fazer a limpeza. 

– Acetona nunca! Ela é uma das grandes vilãs do ressecamento. Escolha os removedores de esmaltes, sempre.

– Teste diversos produtos antes de decidir por um. Às vezes o que é bom para uma pessoa pode não ser para você. Faça testes, sempre!

PicsArt_03-15-06.00.36

Minha primeira esmaltação nas unhas dos pés e das mãos. Com o tempo vou melhorar, eu espero.

Todos os cuidados para as cutículas das mãos servem para as dos pés. Com a vantagem que a dos pés ficam perfeitas mais rápido, pois crescem menos e dão menos trabalho!

 

 

Como cuido: Cabelos #parte1

Tags

,

Antes de contar para vocês todos os meus cuidados diários e tratamentos com os meus fios, quero relatar brevemente a minha (loonga) trajetória capilar.

PicsArt_03-14-09.11.18.jpg

Meu cabelo natural é levemente ondulado e na cor castanho médio com nuances quentes. Com 15 anos meus cabelos eram virgens e o comprimento chegava abaixo da cintura, uma vida inteira pros cabelos crescerem  e para danificar completamente levou pouco mais que um ano.

PicsArt_03-12-12.28.44

Com 16 anos dei início às descolorações. Fazia minhas mechas com o método em papel alumínio nos salões, mas, sempre em locais diferentes, e nem me informava da credibilidade do profissional que fazia os procedimentos que são tão agressivos aos fios. Pra completar não realizava os cuidados necessários que os cabelos descoloridos tanto necessitam. 

PicsArt_03-12-12.26.07

Com 22 anos a estrutura dos fios haviam mudado completamente, ficaram extremamente finos, elásticos e as suas pontas eram muito ressecadas e quebradiças. Foram 6 anos de muita descolorações e sem qualquer espécie de cuidados. No estado que estava meu cabelo, fui obrigada a fazer “selagens” que diminuiam a aparência de ressecado, pois fechava as cutículas dos fios. Infelizmente não resolveu o problema das pontas secas e ao invés de cortá-las, em ato de loucura, resolvi colocar mega hair (enorme, estilo joelma do calypso) no método de cola de queratina, mais parecido com super cola.

PicsArt_03-12-12.55.25

O meu cabelo não aguentou nem 3 meses. Quando a cabeleireira foi retirar, os cabelos todos caíram, os do aplique e os meus. A única solução foi cortar, e tingir de uma cor escura já que eu não poderia mais descolorir no estado em que o cabelo estava. Eu não queria usar o cabelo em um comprimento tão curto, daí a solução foi utilizar aplique removível, os chamado aplique de “tic tac”.

PicsArt_03-12-02.11.29

 Com 24 anos o meu cabelo havia crescido cerca de 3 palmos e as pontas quando iam desbotando eu tingia com o tonalizante (perfeito!) C. Kamura na cor “tabaco”, nessa época eu comecei os cuidados com minhas madeixas, hidratava, nutria e reconstria além de cortar sempre as pontinhas secas. Assim recuperei a saúde dos meus fios.

PicsArt_03-12-02.21.18

Com 25 anos resolvi testar tonalizantes de cor fantasia (bacando a adolescente), descolori em casa alguns fios, e tonalizei algumas mechas de verde e outras azul.

PicsArt_03-12-02.42.17.jpg

As mechas desbotavam muito rápido daí decidi tonalizar todo o cabelo de preto. Só que nem o “Royal” nem o “Onix” do C. kamura me deram o tom que eu queria, nem cobriram a cor fantasia das mechinhas, então eu passei para os tonalizante com água oxigenada, usava o diarichesse número 1.0 da L’Oréal. Foi o início de muitos e muitos “banho de petróleo”.

PicsArt_03-12-02.56.04

Eu os adorava. Os cabelos tingidos de preto são lindos, brilhantes e perfeitos, até o momento em que você os enjoa. É tão difícil remover a tintura negra que eu quase me arrependo de ter tingido, mesmo que eu ame muito cabelos pretos. Para poder mudar o visual tive que começar a desbotar a tinta preta, pra isso usei muito dekapcolor e descolori as pontas em casa.

Hoje o meu cabelo está assim:

PicsArt_03-12-03.16.51

Como se vestir bem, rápido e gastando pouco para qualquer evento . #parte2

Tags

, ,

guardaroupa-Thinkstock_e_Getty_Images-post1

O seu guarda roupa deve ser assim:

//10% Fast Fashion – Saia mullet, sneakers, peças neon, enfim peças com prazo de validade curto. Compre-os com preços acessíveis e use até cansar. Depois os doe.

// 40% Acessórios – Tiram as peças básicas da mesmice: lenços, brincos, pulseiras, colares, sapatilhas divertidas (com estampa de onça, por exemplo), bolsas, e etc.

// 50% Peças Clássicas – Vale gastar um pouco mais nos itens curinga: camisa branca, calça preta e reta, um blazer preto, jaqueta jeans, uma saia-lápis reta de cor neutra, dois vestidos de malha ou algodão, calças jeans e, claro, o pretinho básico.

nao-tenho-roupacomo-organizar-seu-armario-e-economizar-dinheiro-40455

Chegou a hora de ir as conpras (oba!). Barganhar não significa optar pelo que é vagabundo! O segredo é conseguir o máximo dentro do seu orçamento.

images

Algumas dicas para comprar bem e barato:

// Saiba esperar – Ter paciência é mesmo uma grande virtude. Muitas vezes, caímos de amor por uma peça em uma loja de departamentos. O preço na etiqueta, no entanto, ainda não é aquele que você gostaria de pagar. Como agir? Para quem tiver a calma dos monges, aguardar pode ser um grande negócio. Afinal, quase sempre, a peça acaba saindo por menos da metade do valor inicial. E, pode apostar, nem sempre a liquida acontece na troca de coleção. Então, o período de espera pode ser uma questão de duas, três semanas.

// Detalhes tão pequenos – Na busca por bons achados, é fundamental ter um cuidado permanente: observar o acabamento. Costuras tortas, estampas que não se encaixam (principalmente na junção das mangas) e forros que repuxam (em saias e vestidos) são alguns dos sinais de que a peça, por mais bonita que seja (e com precinho amigo), não vale a compra.

Cartela-de-Cores-Primavera-verão-2010-2011

// Cartela precisa – É claro que as mais diversas prints-hit têm sua graça – como resistir, por exemplo, a um top xadrez ou a um suéter listrado P&B? Mas, sempre que possível, procure por peças monocromáticas. Principalmente quando se trata das redes de fast-fashion. Por dois motivos: 1) Você evita o indesejado momento par de vasos, que fica mais do que inegável com peças estampadas e 2) Tons neutros (preto, branco, cinza, bege) e fechados (vinho, verde-escuro, azul-marinho) têm vida muito mais longa no closet.

Short Boxer

Tags

, ,

Inspirado nos calções de pugilistas dos anos 80, os shorts boxers são ideais para passeios de férias e finais de semanal de sol. Mas combinados com peças nobres servem até pra balada.

6-moda-tendencia-verao-2013-short-box-short-boxer (1)

Como o próprio nome remete, o estilo é inspirado nos shorts dos lutadores de boxe. A característica principal é o corte lateral que favorece o movimento, deixa (com muito estilo) as pernas à mostra, e o elástico com ou sem cadarço na cintura. Ele é fresquinho e confortável, tudo do que precisamos.

Para o look não ficar muito parecido com o da academia, invista em modelos de tecidos diferentes, com caimento fluído e estampas diferenciada.

20120523-055713

Não se esqueça de que o estilo é seu e se você quiser e achar que fica bem um short boxer de material nobre durante o dia, você pode usar tranquilamente é só prestar atenção nas combinações e jogos de cores para não manchar o visual.

PicsArt_02-07-04.46.18

Os modelos são os mais variados e estilosos, trazem pro clima quente do nosso país uma ótima opção para as pernocas poderem ficar de fora.

Hoje a minha cidade bateu o recorde na alta temperatura, e quem salvou meu look para ir almoçar com o namorado foi o meu querido short boxer.

IMG_20160207_1858352016-02-07_19_11_03

2016-02-07_19_16_30 

Calça Clochard

Tags

,

A palavra “clochard”, que significa “mendigo” em francês é usada para designar aquele modelo de calça de cintura alta, barra encurtada e ligeiramente estreita, com quadril folgado e pregas logo abaixo do cós, que de fato lembram as calças usadas pelos mendigos do cinema.

CALCA-CINTURA-ALTAok

Geralmente a calça é produzida em linho ou tecidos de alfaiataria, mas já é possível encontrá-la em outros tecidos como jeans e até na malha. Ela permite diversas produções, casuais ou formais, despojados ou elegantes. 

Há também bermudas e shorts com a mesma pegada Clochard.

230959_763_EF.jpg

Além de ser um modelo confortável, a calça clochard é perfeita para qualquer silhueta, por ter o poder de alongá-las. O ideal é usá-las com a cintura bem marcada e com blusas mais justas para contrapor com o volume do quadril, que disfarça e favorece as mulheres que estão acima do peso. Os modelos de alfaiataria são ideais para o trabalho, seja ele formal ou informal. Nos pés, a clochard aceita qualquer modelo de sapato,  desde rasteirinhas e sapatilhas, até ankle boots, espadrilhas e scarpins.

IMG_6547l

A calça clochard foi um sucesso nos anos 80 e agora está de volta.

Eu já garanti a minha. O modelo da que comprei é sem bolsos e o cós deve ser dobrado pra parte interna, mas só percebi isso depois de usar váaarias vezes, risos.

PicsArt_02-05-01.41.10

Com cropped e sapato baixo torna o look tão confortável quanto a calça.

2016-02-05_15_48_362016-02-05_15_47_47

Eu amo a praticidade dessas calças clochard. A minha além de confortável é bem fresquinha graças ao tecido.

Tendência Normcore.

Tags

Normcore é a junção das palavras “Normal” e “Hardcore”, e significa adotar um estilo normal e principalmente confortável. Surgiu nos EUA, nas ruas da cidade de São Francisco e ganhou força no mundo fashion.

normcore-6

É o básico. Jeans, camisetas, ou peças confortáveis, evitando as Fast-Fashion¹ e marcas caras.

  1. FastFashion (moda rápida): é o termo utilizado por grandes magazines para produção rápida e contínua de novidades.

Esse estilo também trouxe grande significado para a beleza, o corte de cabelo mais adotado atualmente, o Long Bob, é fruto do Normcore.

Long-Bob-Hair

As tonalidades das madeixas devem ser as naturais. Nada de loiro platinado ou nuances que exigem cuidados constantes, o estilo Normcore exige praticidade.

A maquiagem deve ser clean, rápida. Já que a sua finalidade é um visual saudável e sem exageros.

3-Le-Fashion-Blog-25-Inspiring-Long-Bob-Hairstyles-Lob-Red-Hair-Beauty-Via-Slufoot-Tumblr

Esse estilo é a cara da mulher atual. Que trabalha e/ou estuda mas cuida da sua beleza natural. Coco Chanel com certeza seria adepta deste estilo, risos.

Como se vestir bem, rápido e gastando pouco para qualquer evento. #parte1

Tags

, ,

O maior problema que enfrentamos é o excesso.

Guarda-Roupas-de-Mulheres-300x232

Um guarda roupa lotado parece um sonho, mas é o maior inimigo para que se alcance a rapidez e um bom visual.

Como o meu pai diz: “Quanto mais opções de escolha mais chances de errar.”

É um golpe no estômago da criatividade, porém, estamos interessadas aqui na rapidez e escolha certa do visual.

patricinhas-665x374.jpg

A expert em moda Hilux Del Priore, garante: “Brasileira tem mania de excesso: é muita peça, sapato, acessório. Precisa aprender a organizardesapegar e criar um guarda-roupa inteligente: só com peças-chave”, diz.

Comece com o desapego. Tire todas as suas roupas, experimente cada item. Seja prática, não emocional. Na dúvida, faça estas três perguntas:

CLOSET

// A peça reflete a imagem de mulher que quero passar?

// Combina com pelo menos outros três itens do meu armário?

// Fica bem no meu corpo de hoje?

Depois reorganize o seu armário. Comece separando peças da faculdade ou do trabalho das informais. Agrupe-as por estações: as de verão de um lado, as de inverno de outro. Só com esse ajuste você já vai conseguir se arrumar mais rápido nos dias em que acordar atrasada para a faculdade ou para reunião com o chefe.